EUA prendem militar chinesa escondida no consulado de São Francisco

Uma pesquisadora militar chinesa que se refugiou no consulado chinês em São Francisco, depois de supostamente mentir para os investigadores sobre seu serviço militar chinês, foi presa e comparecerá ao tribunal ainda na sexta-feira, segundo o Departamento de Justiça.

As autoridades dos EUA não têm autonomia para entrar no consulado sem permissão, e ainda não está claro se ela se rendeu voluntariamente. Os registros da prisão do condado de Sacramento mostram que os U.S. Marshals a prenderam durante a noite.

O caso

De acordo com documentos judiciais no Distrito Leste da Califórnia em 20 de julho, Tang, uma pesquisadora da Universidade da Califórnia em Davis, solicitou um visto J1 não-imigrante em ou próximo a 28 de outubro de 2019. O visto foi emitido em novembro 2019 e Tang entrou nos Estados Unidos em 27 de dezembro de 2019. Tang é acusada de ter feito declarações fraudulentas em seu pedido de visto. Especificamente, para a pergunta: “Você já serviu nas forças armadas”, Tang respondeu “Não”.

De acordo com o Departamento de Justiça , Tang é uma oficial uniformizada da Força Aérea do PLA (PLAAF). Conforme estabelecido na Reclamação, o FBI encontrou uma fotografia de Tang em um uniforme militar e referências ao emprego de Tang na Universidade Médica Militar da Força Aérea, também conhecida como Quarta Universidade Médica Militar. O FBI entrevistou Tang em 20 de junho. Embora Tang negasse ter sido um membro das forças armadas, uma fotografia adicional de Tang em outro uniforme militar do PLA foi encontrada na mídia eletrônica apreendida de acordo com um mandado de busca.

Outros três militares já foram presos

Quatro indivíduos foram acusados recentemente de fraude de visto em conexão com um esquema para mentir sobre sua conexão como membros das forças militares da República Popular da China, o Exército de Libertação Popular (PLA), enquanto diziam que realizavam pesquisas nos Estados Unidos. Três desses indivíduos foram presos e o Federal Bureau of Investigation (FBI).

Além dessas prisões, o FBI recentemente conduziu entrevistas adicionais de portadores de vistos suspeitos de terem afiliação não declarada às forças armadas chinesas em mais de 25 cidades americanas, informou nesta quinta-feira (23) o Departamento de Justiça.

2 thoughts on “EUA prendem militar chinesa escondida no consulado de São Francisco

O que você pensa sobre esse assunto?