COVID19: CDC emite alerta para estados se prepararem para distribuição de vacina já em 1° de novembro

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) emitiu uma carta aos governadores americanos alertando para o início dos preparativos para a distribuição da vacina contra o coronavírus neste ainda neste outono.

“O Departamento de Saúde dos Estados Unidos e os Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estão rapidamente fazendo preparativos para implementar a distribuição em grande escala de vacinas COVID-19 no outono de 2020”, diz a carta do diretor do CDC, Robert Redfield, datada de 27 de agosto 27. “Espera-se que esta distribuição de vacina seja um esforço de saúde pública de escala significativa, envolvendo potencialmente centenas de milhões de doses de vacina a serem distribuídas nos EUA.”

O CDC disse que usará a McKesson Corp. para distribuir as vacinas para agências estaduais e locais, instalações médicas e fornecedores de vacinas. Para fazer isso, observou o CDC, a McKesson precisa adquirir licenças e autorizações.

“Essas licenças são necessárias para permitir que a McKesson distribua a vacina de ou para o seu estado”, continuou a carta, observando que outras licenças para construções e outros fins comerciais também podem ser necessárias. “O CDC solicita urgentemente sua assistência para agilizar os pedidos dessas instalações de distribuição para que fiquem totalmente operacionais em 1º de novembro de 2020.”

Trump compra 150 milhões de testes rápidos

O presidente Donald Trump anunciou na quinta-feira (27) a compra de 150 milhões de testes rápidos para COVID-19, capazes de entregar o resultado em até 15 minutos, por US$ 750 milhões, o que corresponde a $5 por teste. O novo teste criado pela Abbott obteve na quarta-feira uma autorização emergencial da FDA, agência governamental que regula alimentos e medicamentos nos EUA.

O novo teste tem o tamanho de um cartão de crédito e pode ser administrado por médicos enfermarias de escolas por meio de cotonete na via nasal de forma menos invasiva que os testes atuais. O resultado é obtido em cerca de 15 minutos.

Plasma convalescente aprovado

A administração Trump concedeu no domingo (23) autorização de emergência para uso de plasma convalescente no tratamento de pacientes hospitalizados com coronavírus.

A Food and Drug Administration, agência governamental de regulamenta medicamentos, disse que está concedendo autorização de emergência porque é razoável acreditar que o plasma convalescente pode ser eficaz no tratamento de pacientes com coronavírus e os benefícios conhecidos e potenciais superam os riscos conhecidos e potenciais de tal tratamento.

“A ação de hoje expandirá dramaticamente o acesso a este tratamento”, disse o presidente Trump em uma entrevista coletiva na Casa Branca na noite de domingo. “Estamos removendo barreiras e atrasos desnecessários.”

O que você pensa sobre esse assunto?