Twitter apaga conta de virologista chinesa que acusou no dia anterior o PCCh de ter criado o coronavírus

O Twitter suspendeu na quarta-feira (16) a conta da virologista chinesa Li-Meng Yan que participou no dia anterior de uma entrevista no programa Tucker Carlson Tonight, da Fox News, denunciando o Partido Comunista Chinês de ter criado o COVID-19 em um laboratório na China.

A Dra. Li-Meng Yan, ex-pesquisadora da Escola de Saúde Pública de Hong Kong, teve seu perfil na rede social banida depois de acusar a China de encobrir evidências de que o coronavírus veio de um laboratório em Wuhan.

“Eu trabalhava no laboratório de referência da OMS, que é o melhor laboratório de coronavírus do mundo, na Universidade de Hong Kong. E o que acontece é que me aprofundo nessa investigação em segredo desde o início deste surto”, disse a cientista durante entrevista ao jornalista Tucker Carlson.

“Então, junto com a minha experiência, posso dizer a vocês, isso foi criado no laboratório … e também, foi espalhado pelo o mundo para gerar esse dano.”

Twitter

O Twitter não apresentou qualquer justificativa pública para a exclusão da virologista da rede social. A decisão da plataforma traz novamente indignação entre os usuários sobre o comportamento padrão da plataforma de suprimir o livre debate de ideias e de proibir denúncias antes mesmo que qualquer investigação tenha sido realizada acerca sobre o assunto.

O que você pensa sobre esse assunto?