Trump anuncia ordem executiva para proteger sobreviventes de aborto

O presidente Donald Trump anunciou na quarta-feira (23) que assinará uma ordem executiva que vai exigir o atendimento médico a bebês que nasceram vivos após tentativas frustradas de aborto.

“Hoje estou anunciando que assinarei a Ordem Executiva dos Nascidos Vivos para garantir que todos os bebês preciosos nascidos vivos, independentemente de suas circunstâncias, recebam os cuidados médicos que merecem. Este é nosso sacrossanto dever moral ”, disse Trump em um discurso em vídeo durante o National Catholic Prayer Breakfast.

O Ato para Sobreviventes do Aborto Infantil Nascidos Vivos foi apresentado várias vezes no Congresso, mas não conseguiu se tornar lei. O projeto de lei estagnou na Câmara dos Representantes, controlada por democratas, em 2019.

A proposta de lei não teria criado nenhum novo limite ou restrição ao acesso ao aborto, mas exigiria que bebês nascidos vivos após uma tentativa de aborto recebessem cuidados médicos adequados, consistentes com os dados a uma criança da mesma idade gestacional nascida em circunstâncias diferentes. Vários estados porém aprovaram sua própria versão do projeto de lei.

Trump também anunciou que seu governo “aumentará o financiamento federal para pesquisas neonatais, para garantir que cada criança tenha a melhor chance de prosperar e crescer”.

O que você pensa sobre esse assunto?