Trump anuncia linhas gerais de plano que prevê substituição do Obamacare

O presidente Donald Trump anunciou na quinta-feira (24) as linhas gerais do que deve oferecer o próximo plano de cobertura médica nos Estados Unidos. Segundo o presidente, o plano deve contemplar condições pré-existentes e mais opções de plano à disposição do beneficiário. Trump também anunciou um auxílio de 200 dólares para compra de medicamentos.

“Estamos prestando um atendimento melhor com mais opções a um custo muito menor e trabalhando para garantir que os americanos tenham acesso aos cuidados de que precisam”, disse Trump sobre seu “America First Health Care Plan”, em um evento em Charlotte, na Carolina do Norte, quinta-feira.

Um dos pontos mais polêmicos e nocivos do Obamacare, como é conhecido o Affordable Care Act, proposta aprovada durante a gestão de Barack Obama, que obrigava todo americano a contratar plano de saúde, mesmo aqueles que não queriam ou podiam pagar, já foi abolido pela administração de Donald Trump.

Outros dispositivos do Obamacare, porém, continuam em vigor e o plano está hoje na Suprema Corte americana, que ainda não tem data para avaliar o encerramento total do programa.

Condições pré-existentes

Durante o evento o presidente assinou uma série de ordens executivas. A primeira obriga todas companhias de seguro a cobrirem condições pré-existentes de todos beneficiários.

“Os democratas gostam de falar constantemente sobre isso, mas as condições pré-existentes estarão muito mais seguras conosco do que com eles”, disse Trump, criticando a proposta de plano de saúde do candidato democrata Joe Biden, que, segundo ele, resultaria em “diminuição de cobertura, negação na escolha [de médicos], colocando os americanos em listas de espera”.

“A ação histórica que estou realizando hoje inclui a primeira ordem executiva para afirmar que é a política oficial do governo dos Estados Unidos proteger os pacientes com doenças pré-existentes, então estamos oficializando isso”, disse ele.

Planos customizáveis

A segunda ordem executiva determina que as empresas de seguro ofereçam mais planos customizáveis, que segundo o presidente, podem significar em planos 60% mais baratos do que no Obamacare.

“Quando assumi o cargo, mais de 50% dos condados em todo o país ofereciam planos de apenas uma única seguradora no mercado [de plano] individual”, disse Trump.

“A partir do mês que vem, mais de 90% dos condados terão várias opções para escolher, o que é realmente uma diferença”, continuou ele, anunciando que as pequenas empresas também seriam capazes de oferecer opções mais acessíveis aos seus funcionários.

“Essas são tremendas opções que não existiam antes de assumirmos o cargo e, por meio de uma expansão maciça dos acordos de reembolso de saúde, milhões de americanos poderão comprar um plano de sua escolha no mercado individual.”

“Se você é um casal de 65 anos que mora no Missouri e ganha US$ 70.000 por ano, o Obamacare vai custar US$ 30.000 em prêmios e você tem uma franquia de US$ 12.000. Sinto muito, não é uma cobertura acessível para sua condição pré-existente ”, disse o secretário de Saúde Alex Azar.

Auxílio para compra de medicamentos

Trump também anunciou que seu governo enviaria cartões carregados com US$ 200 para mais de 33 milhões de beneficiários do Medicare para ajudá-los a comprar medicamentos sob prescrição médica.

O que você pensa sobre esse assunto?