Planned Parenthood reconhece Margaret Sanger como eugenista

A clínica de abortos Planned Parenthood de New York anunciou que está removendo o nome de Margaret Sanger do Manhattan Health Center por causa de suas “conexões prejudiciais com o movimento da eugenia”. Sanger abriu a primeira clínica de controle de natalidade nos Estados Unidos em 1916 e mais tarde fundou a organização que se tornaria a Planned Parenthood.

Há muito vista como uma heroína feminista por suas visões tidas por pioneiras sobre o direito de escolha das mulheres, Sanger também apoiou a eugenia – um movimento que promovia a criação seletiva e que mirava negros e deficientes.

“A remoção do nome de Margaret Sanger do nosso prédio é um passo necessário e atrasado para reconhecer nosso legado e reconhecer as contribuições da Planned Parenthood para danos reprodutivos históricos em comunidades de cor”, disse Karen Seltzer, presidente da Planned Parenthood de Nova York, em um comunicado.

“Não é complicado. Ela defendeu o controle da natalidade e apoiou idéias racistas. Ambas as coisas são verdadeiras”, disse Merle McGee, diretora de patrimônio e engajamento da Planned Parenthood of Greater New York (PPGNY), em comunicado enviado à CNN.

O que você pensa sobre esse assunto?