Para evitar voto por correio, Trump sugere adiamento das eleições

O presidente Donald Trump sugeriu na quinta-feira (30) em seu perfil no Twitter que para evitar os riscos de fraude nas próximas eleições de novembro, as eleições sejam adiadas. O risco de fraude apontado pelo presidente é a adoção do voto em massa por correio. A sugestão foi feita em forma de pergunta.

“Com a votação universal por correio (não a votação por ausência, que é boa), 2020 será a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história. Será um grande embaraço para os EUA. Adiar a eleição até que as pessoas possam votar de maneira adequada, segura e protegida ???”

Os democratas estão insistindo que as eleições deste ano sejam realizadas totalmente por correio, alegando preocupação com a disseminação de coronavírus. Com a economia americana quase toda reaberta em julho, com as pessoas retomando parte de suas rotinas e frequentando diversos locais públicos — o que só deve aumentar até novembro, o excesso de zelo para as eleições de novembro parece não fazer sentido.

O perigo do voto por correio

Um risco muito grande para o voto por correio é o de fraude, como o ocorrido em uma cidade de New Jersey em maio desse ano, onde quatro homens são acusados de fraudar as eleições municipais de Paterson, realizada inteiramente por correio. As autoridades eleitorais do condado rejeitaram cerca de 20% das cédulas apresentadas. A cidade de Paterson tem 150 mil habitantes.

O governador democrata Phil Murphy assinou uma ordem executiva em março anunciando que as cédulas seriam enviadas a “todos os eleitores registrados sem a necessidade de uma solicitação”, o que diferencia do voto por ausência, em que a cédula só é enviada ao eleitor que a solicita formalmente.

No dia da eleição, as denúncias de fraude já estavam no noticiário local. O Conselho de Eleições do Condado de Passaic rejeitou cerca de 800 cédulas que “foram colocadas de forma inadequada em caixas de correio em aparente violação das leis estaduais”, de acordo com a Paterson Press.

Em outra cidade, Haledon, 360 cédulas foram colocadas em uma única caixa de correio. O Serviço Postal dos EUA alertou o condado na ocasião sobre a possibilidade de irregularidades.

CBS simulou voto por correio

Uma emissora local afiliada da CBS fez um experimento em que 100 supostas cédulas foram enviadas por correio de uma mesma cidade e para uma mesma caixa postal. Em datas diferentes, 97 cartas chegaram, mas 3% delas não.

Segundo o que a própria emissora constatou, “Em uma eleição apertada, 3% pode ser crucial, especialmente no que se espera que seja um ano com recordes de votos enviados por correio.”

Assista abaixo a reportagem.

O que você pensa sobre esse assunto?