Novas sanções americanas isolam Irã do sistema financeiro mundial

O governo americano anunciou na quinta-feira (8) uma nova rodada de sanções contra o regime iraniano, dessa vez o alvo foram bancos que os EUA identificam como fonte de financiamento para ações malignas do regime; ação americana isola o Irã do sistema financeiro mundial.

O Departamento do Tesouro dos EUA anunciou que está colocando na lista negra 18 grandes bancos iranianos.

Em um comunicado, o Tesouro americano disse que “identificou o setor financeiro da economia do Irã como uma via adicional que financia as atividades malignas do governo iraniano”.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse, porém, que “as ações de hoje continuarão a permitir transações humanitárias para apoiar o povo iraniano”.

“Nossos programas de sanções continuarão até que o Irã interrompa seu apoio a atividades terroristas e encerre seus programas nucleares”, disse Steven Mnuchin, secretário do Tesouro dos EUA, em um comunicado, acrescentando que o governo queria cortar o “acesso ilícito do Irã aos dólares americanos”.

O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Tesouro dos EUA sancionou os bancos em consulta com o Departamento de Estado dos EUA, dizendo que a medida foi tomada para negar ao governo iraniano recursos financeiros que poderiam apoiar seus programas nucleares e outras armas ou política externa regional.

A ameaça de sanções secundárias – imposição de medidas punitivas a quaisquer entidades estrangeiras que façam transações com os bancos – também deve deter as poucas interações financeiras internacionais que poderiam seguir ocorrendo.

O que você pensa sobre esse assunto?