Mais um apoiador de Trump é assassinado

Um vídeo que circulou peas redes sociais no sábado (10) mostra policiais que acompanhavam a manifestação “Patriot Rally”, em Denver, Colorado, correndo na direção do público após um disparo de arma de fogo.

O vídeo mostra que ao chegar no local do disparo um homem solta rapidamente a arma, se ajoelha e se rende aos policiais. A poucos metros dali um participante do Patriot Rally estava caído no chão, baleado na cabeça.

O episódio ocorreu do lado de fora do Denver Museum of Art, onde ocorria a manifestação com apoiadores do presidente Donald Trump. Próximo dali, membros dos movimentos ultra-esquerdistas BLM e Antifa realizavam outro ato, denominado “BLM-Antifa Soup Drive”.

O autor do disparo, segundo a polícia de Denver, é um homem que atuava como segurança privado de uma equipe de reportagem da emissora 9NEWS, uma afiliada da NBC. O homem será acusado de homicídio, segundo a polícia.

Antes do disparo fatal, a vítima teria utilizado o que parecia ser spray de pimenta contra o segurança, tendo como resposta o disparo letal, segundo o jornal Denver Post. Os dois homens eram brancos, conforme fotos abaixo.

Momento em que o segurança da emissora é rendido pelos policiais.

Apoiador de Trump é morto em Portland

Em agosto, um apoiador do presidente Donald Trump foi morto a tiros na noite de sábado (29) em Portland, Oregon; assassinato ocorreu no 96° dia de ações criminosas promovidas pelos movimentos extremistas Black Lives Matter e Antifa na cidade. 

Durante o dia, apoiadores do presidente realizaram carreatas pela cidade e chegaram a ser confrontados por extremistas.

O assassino Michael Forest Reinoehl, membro do grupo extremista Antifa, foi morto na noite de quinta-feira, 3 de setembro, quando policiais tentavam prendê-lo.

As autoridades disseram que Michael Forest Reinoehl, 48, foi morto durante a operação que visava a sua prisão conduzida por US Marshals, em Lacey, estado de Washington.

O que você pensa sobre esse assunto?