EUA proíbem filiados a partido comunista de residirem no país

O serviço imigratório americano (USCIS) anunciou uma nova política que torna praticamente impossível paras qualquer pessoa filiada a um partido comunista ou qualquer outro de vertente autoritária de residir no país ou de tornar-se cidadão americano.

“Em geral, a menos que isento de outra forma, qualquer imigrante que seja membro ou afiliado do Partido Comunista ou de qualquer outro partido totalitário … nacional ou estrangeiro é inadmissível para os Estados Unidos.”

O USCIS disse que a atualização da política era “parte de um conjunto mais amplo de leis aprovadas pelo Congresso para tratar das ameaças à segurança e proteção dos Estados Unidos”.

Apesar da mudança na política imigratória não mencionar especificamente o Partido Comunista Chinês, que tem 90 milhões de membros, ela acaba por atingir sobretudo cidadãos chineses afiliados ao PCCh.

Esse tipo de restrição na política imigratória também foi empreendido pelo governo americano na ocasião da Guerra Fria contra a União Soviética.

A Lei de Segurança Interna de 1950 foi a primeira a impedir que membros estrangeiros de partidos comunistas ou totalitários se tornassem cidadãos americanos naturalizados.

Como a alteração na política não especifica nenhum país em específico, a medida pode ser aplicada até mesmo contra cidadãos brasileiros filiados ao PCdoB, mesmo sob a máscara de Movimento 65.

One thought on “EUA proíbem filiados a partido comunista de residirem no país

O que você pensa sobre esse assunto?