Democrata fala para “família Bolsonaro ficar fora das eleições nos EUA”

Na noite de segunda-feira (27) o deputado americano Eliot Engel (Democrata-NY), presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara americana, utilizou o perfil do comitê para atacar a “família Bolsonaro” em um retweet que fez de uma publicação do deputado brasileiro Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) com um vídeo viral favorável ao presidente americano.

Em determinado momento do vídeo compartilhado por Eduardo, aparecem imagens do presidente brasileiro Jair Bolsonaro juntamente com o presidente americano durante sua visita a Washington D.C. no ano passado. Além do vídeo, Eduardo escreveu na publicação apenas “Trump 2020”.

“Já vimos esse roteiro antes. É vergonhoso e inaceitável. A família Bolsonaro precisa ficar de FORA das eleições nos EUA. ”, disse Eliot Engel, de NY, conforme pode ser visto no tweet original abaixo.

Não ficou claro, porém, qual a ameaça concreta que o americano identificou no tweet de apoio do deputado brasileiro à reeleição do presidente americano Donald Trump. Eduardo ocupa uma posição equivalente a do democrata, sendo o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, no Brasil.

Contexto

Engel e Bill de Blasio

Eliot Angel, representante do 16º distrito de NY, que abrange as regiões do Bronx e Westchester, se considera um amigo do prefeito socialista Bill de Blasio, de Nova York.

Em 2019, Engel foi um entusiasta da pré-candidatura de De Blasio para disputa pela Casa Branca.

“Há tantas pessoas concorrendo à presidência com muito menos experiência como executivo-chefe do que ele, então acho que é uma decisão natural. É algo que ele quer fazer e acho que ele tem uma história para contar e estou ansioso para ouvi-la ”, disse Engel na ocasião.

De Blasio: Bolsonaro é um “homem perigoso”

De Blasio é conhecido por não gostar do presidente Jair Bolsonaro, tendo chamado o presidente brasileiro de “homem perigoso” às vésperas de um jantar de gala que ocorreria no Museu Americano de História Natural de NY em 2019 com a presença do presidente brasileiro; o jantar era organizado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA. O evento acabou não ocorrendo por uma ofensiva que acredita-se ter partido do prefeito democrata contra o museu para cancelar o evento.

“Jair Bolsonaro é um homem perigoso. Seu racismo manifesto, homofobia e decisões destrutivas terão um impacto devastador no futuro do nosso planeta. Em nome da nossa cidade, obrigado a @AMNH ( Museu Americano de História Natural) por cancelar este evento.”, disse De Blasio em um tweet de abril de 2019.

O que você pensa sobre esse assunto?