Comissão do Senado votará pedido de intimação contra Dorsey e Zuckerberg

Comissão de Justiça do Senado americano votará na próxima terça-feira pedido de intimação contra Jack Dorsey (CEO do Twitter) e Mark Zuckerberg (Facebook). O anúncio foi feito pelo senador republicano Josh Hawley (MO).

A intimação é para que os dois compareçam diante de um painel sobre interferência eleitoral nas eleições americanas e visa esclarecer a censura implementada oficialmente pelas duas plataformas contra matérias jornalísticas do New York Post.

A primeira reportagem, divulgada na quarta-feira (14), continha e-mails que revelariam um suposto tráfico de influência mediado por Hunter Biden, filho de Joe Biden, quando, em 2015, teria facilitado um encontro entre um executivo ucraniano com seu pai, então vice-presidente, em Washington DC.

O executivo era ligado a Burisma, empresa de energia ucraniana, na qual Hunter era membro do conselho.

Na quinta-feira (15), o jornal publicou uma segunda parte, agora com possíveis negociações com chineses que envolveriam supostas vantagens financeiras para a familia Biden e uma comissão a um personagem identificado como “big guy” (cara grande), que o jornal suspeita ser o vice-presidente Joe Biden.

As reportagens foram totalmente suprimidas do Twitter, onde nenhum usuário conseguia publicar os links para as reportagens; No Facebook, a censura teria sido menos agressiva, optando por diminuir o alcance das matérias ao invés de suprimi-las totalmente.

Usuários no Twitter tiveram suas contas congeladas, sendo impedidos de publicar qualquer conteúdo. A própria conta do jornal NY Post, até o meio dia (EST) da quinta-feira (15), estava impedida de publicar qualquer tweet na rede.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, também teve sua conta pessoal congelada e estava proibida de se comunicar pela plataforma por meio desta conta.

Intimação

“Prazer de anunciar que todo o Comitê Judiciário vai votar uma intimação para @Twitter e @jack na terça-feira. Essa intimação deve incluir o @Facebook”, disse o senador em seu Twitter.

“40% dos americanos obtêm notícias principalmente do @Facebook. A censura ativa de @nypost é uma tentativa de controlar as notícias. Vou oferecer uma moção para intimar @Facebook para responder por esta censura”, completou.

Hawley disse ainda que “A tentativa de fraudar uma eleição, que é o que vemos aqui por monopólios, não tem precedentes na história americana. Eles têm muito a responder.”

O que você pensa sobre esse assunto?