Chicago tem noite de saques e violência; centro da cidade amanhece isolado

Uma onda de saques e depredação tomou conta de toda a noite da região central de Chicago, a mais turística da cidade e a que concentra grandes redes de varejo. Os atos reuniram centenas de pessoas, tiveram início pouco mais de meia noite de segunda-feira (10) e foram até o início da manhã.

Diversas lojas foram depredadas durante a noite, incluindo uma loja da Tesla, uma Apple Store, e lojas de departamento. Na manhã da segunda-feira havia grande presença policial do lado de fora de uma loja da Apple localizada ao norte do centro de Chicago.

Segundo o Departamento de Polícia de Chicago, cerca de 100 pessoas foram presas e 13 policiais ficaram feridos após o vandalismo da madrugada.

Anarquistas chegaram a avançar um carro contra a fachada de uma loja.

https://twitter.com/MrAndyNgo/status/1292801306642415616?s=20

Uma loja da Tesla foi invadida pelos saqueadores.

Os criminosos saquearam diversas lojas em Downtown.

Uma farmácia da rede Walgreens também foi saqueada.

Disparos com armas de fogo foram feitos contra a vitrine de uma loja da Gucci.

Por volta das 4h da madrugada de segunda-feira (10) a polícia já havia controlado parte da violência, mas saques e depredações ainda foram registrados à luz do dia. O serviço de transporte de trens e ônibus na cidade foi totalmente suspenso e o acesso à região central da cidade foi restrito pela polícia pela manhã.

Policiais chegaram a ser alvos de tiros quando abordavam vândalos perto da Michigan Avenue, por volta das 4h30. Nenhum policial foi atingido, mas uma viatura foi baleada, disse um porta-voz da polícia.

As tradicionais pontes que dão acesso ao núcleo da região central da cidade foram suspensas para impedir o acesso ao local onde ocorreram as depredações.


FONTES: Chicago Tribune, ABC7 Chicago, FOX32 Chicago, Redes Sociais.

O que você pensa sobre esse assunto?