Barr pede que procuradores sejam ‘agressivos’ e sugere lei de sedição contra extremistas

O procurador-geral dos EUA, William Barr, segundo o jornal The Wall Street Journal, disse a procuradores de todo o país durante uma vídeo conferência na semana passada que sejam ‘agressivos’ nas acusações contra os extremistas que participaram de atos violentos nos últimos meses no país.

Na chamada da semana passada, Barr instou os procuradores a buscarem acusações federais sempre que possível, inclusive a lei de sedição, disseram duas pessoas ao jornal The Wall Street Journal. Ele listou uma série de estatutos adicionais que eles poderiam usar, incluindo um que trata de conspirações ou planos para derrubar o governo.

As autoridades também discutiram o uso de um estatuto que permite aos procuradores abrir um processo federal contra alguém que impede ou obstrui um policial que esteja respondendo a distúrbios.

O procurador-geral pediu também aos procuradores do Departamento de Justiça que explorassem a acusação contra prefeita de Seattle, Jenny Durkan (D), por causa do estabelecimento de uma “zona autônoma”, relatou o New York Times na quarta-feira.

Barr teme que a violência se intensifique com a aproximação das eleições.

O que você pensa sobre esse assunto?