Ao escolher Kamala, Biden está entregando o país à multidão radical, diz campanha de Trump

O comitê de campanha do presidente Donald Trump emitiu um comunicado sobre a escolha de Kamala Harris como VP do democrata Joe Biden.

“Não faz muito tempo, Kamala Harris chamou Joe Biden de racista e pediu por desculpas que nunca recebeu. Claramente, Phony Kamala abandonará sua própria moral, bem como tentará enterrar seu histórico como procuradora, a fim de apaziguar os extremistas anti-polícia que controlam o Partido Democrata. Em sua tentativa fracassada de concorrer à presidência, Kamala Harris abraçou alegremente o manifesto radical da esquerda, pedindo trilhões de dólares em novos impostos e apoiando a proposta de Bernie Sanders de estatização da saúde. Ela é a prova de que Joe Biden é uma concha vazia sendo preenchida com a agenda extrema dos radicais de esquerda.

“Joe Biden não é moderado, e com Harris como seu ‘testamento político’, ele está entregando o controle de nossa nação à multidão radical com promessas de aumentar impostos, cortar fundos da polícia, matar empregos no setor de energia, abrir nossas fronteiras e apaziguar socialistas ditadores. Nas urnas, os americanos rejeitarão veementemente os fracassos abismais de Biden-Harris em favor da força América First do presidente Donald Trump e do vice-presidente Mike Pence.”Katrina Pierson, conselheira sênior do comitê Trump 2020

O que você pensa sobre esse assunto?